sábado, fevereiro 12, 2011

Perdi o coração


No dia 07/08/1996 eu perdi de vista o coração, ele sumiu de dentro de mim, não tive mais noticias dele, eu perdi ele. Ou melhor, eu não perdi. E porque em 1996 (quando eu nasci), ele foi buscar um amor verdadeiro para mim. Em 2003 ele veio até aqui com um amor, mais era o primeiro que ele tinha trago, foi mágico, pelo menos foi mágico até os dois primeiros meses, porque coração levou o amor embora. De lá para cá, ele me trouxe milhões e milhões de amores, mas nenhum ficava comigo mais de cinco meses.

Em 2006, quando eu completei 10 anos, ele me trouxe um de aniversário. Eu estava tão iludida, com tantos presentes que nem percebi que o coração tinha chegado mais uma vez. No dia seguinte, eu fui ouvir o coração, ele me falou que 'o amor que ele trouxe, era verdadeiro, só bastava eu acreditar, e escondia um grande mistério, que com o tempo eu iria desvendar, e aprender a viver com esse amor e com esse mistério'. Eu me entreguei, e resolvi confiar no amor. Tem uma frase que diz: "O que os olhos não vêem o coração não sente”. Pois, eu discordo, o coração sente sim, e sente de verdade. Eu me apaixonei por aquele amor que o coração levou até a mim. Me apaixonei para valer, passou mais de 5 meses e eu continuava apaixonada. Com o tempo o amor só foi aumentando, aumentando, aumentando. Passaram-se então quatro anos.

Hoje eu não preciso mais esperar pelo coração, porque ele veio a quatro anos e ficou aqui comigo, junto com o amor, dentro de mim, tão verdadeiro que se tornou uma parte de mim. O coração me falou que era verdadeiro e guardava um segredo, um mistério, hoje eu sei que o mistério, era que o amor era um amor platônico, muito platônico. Mesmo assim, quando eu descobri isso, já era tarde. Se não fosse tão tarde, eu acho que também não desistiria, porque esse amor me mudou, me fez uma pessoa melhor, me trouxe a felicidade. Sou profundamente agradecida ao coração, porque ter me dado esse presente tão especial, tenho certeza que o remetente, foi Deus.

Bom, está historia aconteceu comigo, Débora Bragança (dona do blog). O coração hoje em dia é mais conhecido como O Destino, e o amor é você, Diego José Ferrero, meu anjo lindo!

@foreverdieguita

8 comentários:

  1. esse texto, na minha opinião é o mais lindo do blog. mas todos são perfeitos (:

    ResponderExcluir
  2. caaara, que lindo .
    sou fã deles a 3 anos rs.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada gente linda, pelos comentarios *-*

    ResponderExcluir
  4. QUE LINDO ESSE TEXTO SEU!!!ME FEZ LEMBRAR DE QUANDO EU ESCREVIA POEMAS PARA UM CANTOR QUE EU AMAVA DE PAIXAO!!!

    ResponderExcluir